Câmara Municipal continua a apoiar estudo, registo, leitura e divulgação do Património Histórico Cultural do concelho de Salvaterra de Magos

18
set
A 10ª edição das Jornadas de Cultura decorreu no concelho de Salvaterra de Magos de 8 a 17 de setembro com a realização de exposições, homenagens, espetáculos musicais, inaugurações e teatro de marionetas.
 
Ao mesmo tempo, a Câmara Municipal, organizadora da iniciativa, editou e apoiou a publicação de quatro novos livros de diferentes temáticas.
 
“Esta tem sido uma aposta da autarquia, na última década, contando-se já mais de quatro dezenas de publicações, editadas ou apoiadas, sobre a história, as tradições e o património do concelho”, refere o Presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, Hélder Manuel Esménio.
 
Na edição deste ano das Jornadas de Cultura e com o objetivo de assinalar os 640 anos do Tratado de Salvaterra de Magos (1383-2023), foi publicado o 4º volume dos Cadernos de História e Memória, com essa temática, procurando evocar a memória histórica de Salvaterra de Magos no período medieval e enriquecendo o conhecimento sobre a história local.
 
“O Rapaz-Falcão de Salvaterra de Magos” é o título do livro infantojuvenil editado este ano pela Câmara Municipal, uma história da autoria da jornalista Catarina Fonseca ilustrada por Helena Simas, que apresenta personagens que dão vida a uma manifestação cultural peculiar e das mais antigas do concelho: a falcoaria. “Esta coleção começa já a ser significativa não só em número, mas também em qualidade. São dez publicações, de distribuição gratuita, dedicadas aos mais novos, para que, de uma forma divertida, adquiram hábitos de leitura e conheçam o património histórico-cultural do concelho. Esta coletânea é uma prova singela do esforço e do investimento que o Município tem atribuído à cultura e à educação, incentivando o estudo e a pesquisa, promovendo a publicação e a divulgação dos seus resultados”, acrescenta Hélder Manuel Esménio.
 
A Revista MAGOS assinala também este ano o seu 10º número e apresenta uma edição bilíngue (Português-Inglês), reforçando a importância no estudo, valorização e divulgação do nosso património cultural nas suas múltiplas vertentes. Este número é temático e dedicado à efeméride dos 160 anos sobre a descoberta dos concheiros de Muge, por Carlos Ribeiro, um dos mais importantes achados arqueológicos em Portugal no último quartel do Séc. XIX. Desde então, muitos investigadores e académicos têm-se focado no estudo e escavação dos concheiros.
 
O Presidente da Câmara Municipal sublinha que “o Município continua empenhado na sua valorização, apoiando as campanhas arqueológicas (juntamente com a Casa Cadaval, proprietária dos terrenos onde se localizam os concheiros), promovendo o seu conhecimento e divulgação através de visitas aos locais de escavação, organizando exposições e editando publicações sobre os mesmos”.
 
Nesta edição das Jornadas de Cultura, a Câmara Municipal, juntamente com a União de Freguesias de Glória do Ribatejo e Granho, também apoiou a publicação do estudo “Glória – Falar, Cantar e Contar”, da autoria de Rita Cachulo Pote e Joaquim Cachulo, da Associação Rancho Folclórico da Casa do Povo de Glória do Ribatejo.
 
 
Município de Salvaterra de magos Património Cultural - DGPC Associação Portuguesa de Falcoaria República Portuguesa - Cultura Universidade de Évora
Por favor aguarde...
x