Mês da Enguia 2024 de 1 a 31 de março no concelho de Salvaterra de Magos

16
fev
De 1 a 31 de março, o concelho de Salvaterra de Magos recebe a 28ª edição do Mês da Enguia.
 
Dezassete restaurantes, doze espaços de alojamento, dois operadores turísticos com passeios de barco no Rio Tejo, quatro produtores de vinhos e de licores, o arroz oficial Bom Sucesso, a Feira Nacional de Artesanato e de Produtos Tradicionais com cerca de uma centena de artesãos e produtores, quatro exposições e um vasto programa de iniciativas, marcam a edição deste ano.
 
“Com o Mês da Enguia, e outros eventos de dimensão semelhante, procuramos atrair pessoas ao concelho e depois dar-lhes o melhor que temos na gastronomia, na cultura e desporto, no património histórico e natural, com destaque para a Falcoaria Real, o Escaroupim, a Barragem de Magos, o Bico da Goiva, a Praia Doce, os Bordados da Glória do Ribatejo, em suma, todo o nosso concelho”, salientou o Presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, Hélder Manuel Esménio.
 
Na sessão de apresentação que decorreu esta quinta-feira, 15 de fevereiro, no Edifício do Cais da Vala, o autarca sublinhou a importância da participação, ano após ano, dos restaurantes do concelho, considerando-os “embaixadores no terreno” e responsáveis “pelo sucesso e longevidade deste projeto”.
 
Com mestria, aliando tradição e inovação, os restaurantes aderentes apresentam diferentes formas de confecionar enguia, mostrando à mesa os saberes e sabores do concelho.
 
Os artesãos e os produtores locais e nacionais voltam a marcar presença no Pavilhão Inatel, em Salvaterra de Magos, para a Feira Nacional de Artesanato e de Produtos Tradicionais, que conta com o apoio do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).
 
Ao longo de cinco fins de semana, a Feira apresenta igualmente uma vasta programação com teatro infantil, magia, folclore, dança, bandas filarmónicas, demonstração de atividades desportivas, marchas populares, stand-up comedy com Eduardo Madeira e diversos espetáculos musicais com Miss Cindy (espetáculo infantil), Ricardo Neiva, Luís Trigacheiro e Bernardo Viana, Grupo Trinca Espinhas, Saúl, Miguel e Mickael, Tradição d’Ouro, Grupo Salta Pocinhas, Miguel Azevedo, Ricardo Velho, Kássio, Siga a Farra, Trupe da Cana Rachada, Buba Espinho.
 
“É um orgulho haver tanta gente a ajudar, a preservar, a divulgar o nosso património natural e edificado, a nossa história, a nossa cultura, as nossas gentes, os seus usos e costumes, as nossas tradições”, referiu o Presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, Hélder Manuel Esménio, destacando a dimensão local, regional e nacional do Mês da Enguia.
 
A 28ª edição do Mês da Enguia volta a contar com o apoio da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo (ERTAR). Na sessão de apresentação, José Santos, Presidente daquela Entidade, felicitou “a Câmara Municipal pela capacidade de agregação que conseguiu em torno do Mês da Enguia” e salientou a mais valia da realização da Feira Nacional de Artesanato e de Produtos Tradicionais como reforço de atração de pessoas ao concelho.
 
“Salvaterra de Magos tem feito um trabalho muito interessante e consistente na investigação e valorização da sua identidade, da sua história e do seu património e o turismo passa muito por esse trabalho”, acrescentou.
 
João Artur Oliveira, da Confraria da Enguia, destacou os 15 anos da Confraria e o aumento do número de Confrades, assim como a importância de “continuar a promover a gastronomia da enguia um pouco por todo o país”.
 
Também a Escola Profissional de Salvaterra de Magos (EPSM) mantem a parceria com a Câmara Municipal. A Chef Noélia Costa destacou o Mês da Enguia como “uma das maiores oportunidades de promoção do turismo e dos restaurantes do concelho”, acrescentando que a Escola procura formar “os jovens numa perspetiva mais sustentável”, dando prioridade à utilização de produtos endógenos, como a enguia, o arroz e o tomate.
 
Da programação da 28ª edição do Mês da Enguia fazem parte também diferentes iniciativas organizadas pelas associações, coletividades e comissões de festas do concelho como exposições, dança, campeonato nacional de pesca - Feeder, bailes, passeios de motas e de bicicletas, fim de semana do petisco, noite de fados, torneios, desfiles, festival das sopas, provas desportivas como os “12km de Salvaterra”, entre muitas outras atividades.
 
As exposições que podem ser visitadas são:
 
- “A Infância … Toucas e Babetes” – 2º Aniversário da Inclusão dos Bordados da Glória do Ribatejo no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial – Espaço Jackson, Glória do Ribatejo;
 
- “Olhares da nossa terra: Aguarelas de Margarida Rebelo e Artesanato em Madeira de Nelson Jesus” – Biblioteca Municipal de Salvaterra de Magos;
 
- “A Arte da Cestaria” - Mercado de Cultura de Marinhais;
 
- “Pintar Salvaterra – 10 anos” - Galeria da Falcoaria Real de Salvaterra de Magos.
 
Estas juntam-se às exposições de caráter permanente a visitar na Falcoaria Real, no Museu Escaroupim e o Rio e na Casa Tradicional Avieira.
 
Toda a programação e informação relativa à 28ª edição do Mês da Enguia pode ser consultada no site do evento em www.mesdaenguia.pt
Município de Salvaterra de magos Património Cultural - DGPC Universidade de Évora Associação Portuguesa de Falcoaria República Portuguesa - Cultura
Por favor aguarde...
x